Banner

EMBALAGENS > Protecção do Ambiente

Do ponto de vista ambiental, é importante e vital entender a importância da embalagem dentro da avaliação do seu ciclo de vida (ACV), o que implica observar, por exemplo, quanto ela “custa” para o ambiente a partir da quantificação do que consome de recursos naturais, de energia, das emissões que a sua fabricação gera para a água, ar e solo o seu transporte e destino final.

Assim, não se trata de procurar saber se a embalagem é mais ou menos amiga do ambiente, pois não existe a “embalagem ideal”, mas sim a embalagem mais adequada frente a um conjunto específico de análises.

A embalagem de cartão para alimentos líquidos, dado os diferentes tipos de materiais que a compõem, possui diversas materiais primas com origens bastante distintas.

O cartão utilizado nas embalagens é produzido a partir de fibras celulósicas de madeira, proveniente de florestas Escandinavas cuja gestão, efectuada de forma sustentada, garante a diversidade do ecossistema natural e o controlo das zonas de abate industrial.

O polietileno (PE) utilizado é de baixa densidade, o que permite que a embalagem seja o mais leve possível, e sendo um polímero artificial menos elaborado, torna mais fácil a produção de várias formas, neste caso filmes finos. O PE é produzido a partir do etileno (derivado do petróleo), a utilização de camadas muito finas minimiza a utilização de recursos.

O alumínio é o elemento metálico mais abundante da crosta terrestre e é extraído do solo de uma rocha chamada bauxite. Uma das suas principais características é a baixa densidade, o que torna as aplicações do alumínio bastante mais leves comparativamente a outros metais. A sua maleabilidade é outra importante característica, podendo ser processado de forma a criar folhas laminadas de reduzida espessura. Na embalagem a folha apresenta apenas um espessura de aproximadamente 0,0065 microns.

Desenvolvidas com base em princípios minimizadores, as embalagens de cartão são geradores de economias durante todas as etapas do seu ciclo de vida quer pela utilização de um mínimo de matérias-primas (uma embalagem Tetra Brik Asséptic de 1 litro, pesa cerca de 27 gramas, sendo que 97% do peso de uma embalagem cheia é produto e apenas 3% material de embalagem), como pelas economias de energia e combustíveis geradas durante as fases de enchimento, transporte e armazenagem (as embalagens assépticas não carecem de refrigeração).

Além do mais, as embalagens de cartão para bebidas são 100% recicláveis.

A ÚNICA EMBALAGEM COMPOSTA
POR MAIS DE 70% DE RECURSOS RENOVÁVEIS


Porquê a Embalagem: Benefícios
Composição
Protecção dos Alimentos
Protecção do Ambiente
Valores Ponto Verde

ESTUDOS ACV - Análise de Ciclo de Vida

IFEU Institute, Alemanha 2010
Sumário: Carbon Footprints of Milk and Juice Packagesin Spain and Portugal, 2011
LCA_Apresentacao_Altis.pdf (704Kb)

IFEU Institute, Alemanha 2009
Sumário: Meta Analysis -Comparação de Vários Estudos de ACV
(.PDF > 830 Kb)

Bio Intelligences services, France 2008
Comparative Life Cycle Assessment of Tetra Pak packaging Synthesis
(.PDF > 914 Kb)

Pacote Associação dos Fabricantes de Embalagens de Cartão para Alimentos Líquidos
© AFCAL 2010 | Gerido por Epoch Multimédia