banner

RECOLHA > Recolha Selectiva

A vivência quotidiana das pessoas implica a produção de desperdícios, vulgarmente designados por lixos, cuja denominação formal é resíduos sólidos urbanos. A condução dos resíduos a um destino final adequado é precedida de um conjunto de operações que se sintetizam do seguinte modo: deposição, pelos seus produtores, em recipientes adequados à sua recolha, transporte, tratamento/valorização e eliminação da fracção ainda restante no final da última etapa do processo – o confinamento em aterro sanitário. A recolha selectiva surge da necessidade de valorizar alguns tipos de resíduos através, por exemplo, da reciclagem.
                   Departamento Higiene Urbana e Resíduos Sólidos CML

linha em branco
Na Europa são inúmeros os sistemas de recolha selectiva de embalagens de cartão para alimentos líquidos, cujo destino é a reciclagem. Todos eles se baseiam na colaboração activa dos cidadãos e das autarquias.

Os sistemas devem ser adaptados às características de cada comunidade: densidade populacional, tipos de habitação, hábitos de consumo, clima, variações sazonais e sistemas já existentes. Um sistema de recolha eficiente constitui um requisito indispensável para garantir a viabilidade económica da reciclagem.

1 Deposição Resíduos - Ecoponto
2 Recolha Resíduos
3 Estação de triagem
4 Fábrica reciclagem
5 Produtos reciclados
Recolha Selectiva
Recolha Selectiva - Porta-a-Porta
Recolha Selectiva - Ecoponto
Recolha Selectiva - Outros Sistemas
Sinalética Azul/Amarelo
Sinalética Europa
Pacote Associação dos Fabricantes de Embalagens de Cartão para Alimentos Líquidos
© AFCAL 2010 | Gerido por Epoch Multimédia